Vinte anos de The Gathering, clássico do Testament.

220px-Testament_(band)_-_The_Gathering_(album)A primeira vez que ouvi Testament foi em 1998, quando tinha quatorze anos. Foi por intermédio de um amigo, hoje já falecido, que me presenteou com uma coletânea pirata do grupo. Lembro-me daquele Thrash Metal pesado, rápido, com altas doses de melodias nos solos e com os vocais marcantes do grande Chuck Billy. A consequência não foi outra, me tornei fã instantâneo, passei a acompanhar de perto a trajetória do grupo e foi Eric Peterson e sua guitarra pesada e vigorosa que fez aumentar meu interesse pelo instrumento.

Ainda em 1998 comprei o incrível Demonic e só foi em 2000 que pude adquirir incrível The Gathering, lançado um ano antes. Lembro-me de ter comprado o disco junto com o Brave New World, do Iron Maiden e com o We are, do Motorhead, todos lançamentos da época e hoje reconhecidos pelo público e pela crítica.

Mas The Gathering foi um impacto tão grande para mim que passei a considerá-lo um dos meus favoritos.

Todas as faixas são perfeitas, mas entre os meus destaques aponto DNR, que começa o álbum e possui uma linha de bateria incrível do grande Dave Lombardo, que participou das gravações; Down For Life, um thrash metal da velha escola, pesado e direto; a maldosa Eyes of Wrath, que possui um dedilhado sombrio e pegajoso; True Believer, clássica que dosa muito bem peso e melodia; 3 Days in Darkness, com sua letra impressionante e seus riffs inesquecíveis e Legion of The Dead, a mais brutal do disco, um death metal da mais alta qualidade.

800px-Tuska_20130629_-_Testament_-_21
Eric Peterson: Mestre da guitarra e da composição.

O Testament lançou discos maravilhosos depois deste, como Formation for Dammation e Dark Roots of Earth, mas The Gathering ocupa um lugar destacado no heavy metal mundial. Arrisco dizer que está no mesmo patamar em qualidade de clássicos de outras bandas como Metallica e Slayer — talvez até maior… O grupo liderado por Chuck Billy e Eric Peterson merecia muito mais sucesso e reconhecimento por suas valiosas contribuições para a música pesada.

Longa vida ao Testamento do Thrash Metal.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s